terça-feira , 23 janeiro 2018

O ANO LITÚRGICO

Infográfico do Ano Litúrgico
Infográfico do Ano Litúrgico

A Liturgia é contextualizada dentro de um calendário litúrgico. Toda Liturgia nos leva a meditar, contemplar e vivenciar cada um dos ciclo do Ano Litúrgico, preparando-nos para os grandes eventos, o nascimento de Cristo e a sua Ressurreição

O Ano Litúrgico não tem a mesma referência de tempo do calendário civil, por isso iremos abordar alguns pontos para identificar e compreender melhor o tempo litúrgico e assim aproveitar plenamente as graças divinas distribuídas através da Liturgia.
O novo Ano Litúrgico inicia-se com o primeiro domingo do Advento, portanto acontecerá no domingo do dia 27 de novembro de 2016. Encerra-se na semana da Solenidade de Cristo Rei, consequentemente o atual ano litúrgico findará no dia 26 de novembro de 2016, sábado após a Festa de Cristo de Rei, último dia da última semana do tempo comum.
A divisão do Ano Litúrgico é feita por dois grandes ciclos: o do Natal e o ciclo da Páscoa. Cada um tem uma preparação, a celebração e o prolongamento.

NO CICLO DO NATAL nos preparamos no Advento. Celebramos a vinda de Jesus na humanidade. Está incluída a espera de Jesus na Glória e sua vinda no dia-a-dia de nossa vida onde reina a esperança e o desejo de que o Cristo se manifeste na história dos homens.
Neste ciclo, além da grande celebração do NATAL, também celebramos a Epifania, a manifestação de Jesus como Filho de Deus, representada pelos magos. Os homens a quem Cristo se manifesta devem por sua vez, manifestá-lo aos outros, como o fizeram os pastores e os reis magos.
O ciclo do Natal se prolonga até o domingo posterior à Epifania, na Festa do Batismo do Senhor, ou na segunda-feira após a Epifania, quando esta cair no dia 7 ou 8 de Janeiro.

NO CICLO DA PÁSCOA nos preparamos na Quaresma. Os catecúmenos se iniciam na vida da Igreja. Os batizados renovam os compromissos do Batismo pela penitência. Neste tempo é forte a Oração, conversão e penitência.
A maior celebração é a PÁSCOA, inserida no Tríduo Pascal. Neste ciclo também celebramos a Ascensão e Pentecostes. Um período que somos convidados a sermos testemunha da Ressurreição, pela palavra e pelas obras, na vida familiar, pessoal e social.
O ciclo da Páscoa se prolonga até o domingo de Pentecostes.

Estes dois grandes ciclos são separados pelo TEMPO COMUM, no qual comemora-se todo o mistério de Cristo em sua plenitude, principalmente aos domingos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *